About me

Blog que conta de tudo um pouco! Aqui você encontra dicas para o dia a dia, Faça você mesmo, moda, receitas, dietas, maternidade, amamentação e etc!!!

segunda-feira, julho 17, 2017

DIU de Cobre - Minha Experiência

Depois de muitos anos tomando anticoncepcional de uso contínuo - Gestinol 28 e Cerazette (esse último na época do pós parto/ amamentação) resolvi procurar uma alternativa "sem hormônios".
Não que eu não tenha me adaptado com os anticoncepcionais mas, porque, com a idade chegando (esse ano completo 39 anos!!!), me bateu um certo receio em relação aos perigos de ingerir pílulas anticoncepcionais.
Sendo assim, pesquisando na internet, resolvi optar pelo DIU de Cobre, já que preservativos estava meio que "fora de questão". 

E, em meio as minhas pesquisas, percebi que existe muitas dúvidas em relação ao DIU, eu mesma fiquei com muito receio... 
Tipo: Dói para colocar? Vai Incomodar depois? Custa caro?

Bem, claro que "cada caso é um caso", o que aconteceu comigo não quer dizer que acontecerá com você e esse post tem o compromisso de passar, única e exclusivamente, MINHA EXPERIÊNCIA com o dispositivo intrauterino.


Após conversar com meu marido e, de vez, decidir pelo DIU, marquei uma consulta com meu ginecologista. Por telefone mesmo, já avisei que iria lá para colocar o DIU, que já havia decidido. Sendo assim, a secretaria do meu médico, que é um amor de pessoa, já me passou os valores e agendou o dia para fazermos a inserção.

Vale lembrar que, para colocar o DIU, é necessário estar "menstruando", sendo assim, fui bem no finalzinho da minha menstruação, quase não estava saindo nada!

Chegando no consultório, estava bem nervosa: - Havia lido diversos relatos na internet de que doía um monte a inserção do DIU, que era necessário colocar em um hospital.... Afff.... Essa busca constante por informações online nem sempre é bom e ,nem sempre, ajuda....

Mas, continuando...
Fiquei conversando um pouco com a secretaria enquanto aguardava a minha vez.
Enfim, ela me encaminhou para a sala do Dr. 
Chegando lá dentro, tirei todas minhas dúvidas (eu falo muito no consultório!!!) e as listarei com as respostas que obtive ao final do post.

O Dr. me encaminhou para a sala onde faz os procedimentos (a mesma do papanicolau e etc), para que eu tirasse a parte de baixo da roupa e me "preparasse".
Pediu para eu urinar, pois a bexiga deveria estar vazia.
Sentei naquela cadeira "legal" com as pernas para cima e fiquei aguardando o Dr. se aproximar.

Avisei que estava com medo por conta de relatos que li (novamente) e ele riu.
Pediu para secretaria/ ajudante/ enfermeira/ um amor de pessoa, segurar o DIU para que ele medisse meu útero.
Sim, precisa medir o útero!!!
Histerômetro serve para execução de exame ginecológico. É um instrumental, utilizado para a inserção de DIU.
Aí ele tirou o negócio (histerômetro) de dentro para poder medir a distância da linha do DIU para poder ficar a sobre para dar para retirar posteriormente.
Continuando o procedimento, ele pediu para relaxar.
Eu fiz uma brincadeira/ comentário idiota do tipo "facinho relaxar aqui nessa cadeira com as pernas para o ar sem calcinha".
Ao final da frase o Dr. riu e falou: - Pronto, já coloquei, agora vamos ver se está no lugar certinho.

E eu falei: - Sério?????
Tipo, mas já????
E, cadê a dor??? Achei que seria pior que a dor do parto...!!!!

Aí fizemos o exame de ultrassom intrauterino e eu vi meu filho lá dentro, no lugar certinho!!!

Ele imprimiu a foto do meu útero e me deu (para eu guardar de recordação).
Aí ele falou que eu podia me vestir e voltar para sala.

Já sentada na sala do consultório, ele me passou cartão do paciente do DIU que inseriu e recomendou que eu trocasse com 05 anos de uso (apesar de na bula estar escrito que pode ficar com ele até 10 anos).
Também pediu para que eu fizesse o retorno dali 1 mês, após a primeira menstruação depois de ter colocado o DIU e me deu uma caixinha de amostra grátis de Anador, para eu tomar na eventualidade de sentir dor.
Sendo assim, agradeci muito o dr., marquei meu retorno com a secretaria e fui embora (para o trabalho), feliz da vida, por não ter sentido nada!!!
Confesso que, depois de mais ou menos 1 hora, comecei a sentir uma cólica bem fraquinha. Tomei um Anador que ele havia me dado e passou, e não voltou mais.

Então vamos as dúvidas que tirei com ele + informações do DIU:
  • O DIU que inseri é da marca OPTIMA 380A, de cobre.
  • Paguei por ele (produto + inserção - jan/2017) R$ 450. 
É seguro?
Sim, segundo meu ginecologista a eficácia do DIU é equiparável à da pílula anticoncepcional quando utilizada corretamente.

Quem ainda não teve filhos não pode usar?
Podem usar, mas como o útero ainda não dilatou com a gravidez, o ginecologista alerta que a chance de o útero expulsar o dispositivo é maior.

DIU aumenta o risco de infecção no útero?
Sim, o ginecologista explica que o DIU aumenta o risco de infecções ascendentes (quando as bactérias de alguma infecção vaginal sobem para útero ou trompas). Neste caso é ainda mais importante ficar atenta a infecções na vagina: acompanhamento médico, sexo seguro e ficar atenta qualquer corrimento são as dicas do ginecologista.
O meu ginecologista também ressaltou a importância agora, mais do que nunca, de fazer os exames preventivos todo ano.

O DIU é abortivo?
O DIU não é abortivo, ele é um método contraceptivo que, por sua presença física e efeitos no útero, impede o encontro do óvulo com o espermatozoide.

O uso pode deixar a mulher infértil?
Não. A infertilidade pode ser causada por infecções no útero ou trompas, não por causa do dispositivo em si.

O DIU influencia na menstruação?
Depende. No meu caso não influenciou em nada. Meu ciclo está normal e o fluxo não aumentou.

Usar DIU engorda?
Não no meu caso, pois coloquei o DIU de cobre e não o hormonal.

Dói para colocar o DIU?
Também é uma questão que depende da sensibilidade de cada um para a dor... No meu caso, como falei no decorrer do post, não senti dor, parecia um exame Papanicolau e nada mais.

O dispositivo pode incomodar ou doer no útero?
Depende, no meu caso não incomodou em nada.

O DIU pode sair do lugar?
Sim, tem o risco de o útero expulsar o dispositivo, e em casos – muito/ extremamente raros – em ele pode sair pela parede do útero para dentro da cavidade abdominal. Por isso é importante fazer ultrassons semestrais, segundo meu ginecologista, para verificar a posição do dispositivo e constatar se a mulher ainda está protegida de engravidar.

Na relação sexual, o homem pode sentir o DIU?
Depende. Meu marido falou que já sentiu... Mas há relatos na internet de que o companheiro nunca sentiu nada.
Inclusive eu consigo sentí-lo quando estou tomando banho (com o dedo)!

Posso usar O.B., Tampax ou coletor menstrual?

Pode sim. O DIU fica dentro do seu útero, o absorvente interno tanto quanto o coletor ficam no seu canal vaginal, não há muita proximidade entre os dois, ficam em lugares diferentes.

Previne DST?

Não, não previne DST, só inibe a gravidez. O melhor método de prevenção contra as doenças sexualmente transmissíveis continua sendo a camisinha.

Posso engravidar depois, se eu quiser?

Pode, sem dúvidas, tanto com o DIU com ou sem hormônio. Não há nenhum impedimento na sua fertilidade, assim que retirou, já é possível engravidar.

Quais são os contras?

Olha, no meu caso não achei contras não... Só um pouco de cólica e uma dor na perna (caxa). Fora isso, nada mesmo.

E os prós?

Do meu ponto de vista, muitos. 
Além de não me preocupar em ter de tomar a pílula todos os dias sem esquecer, não estou mais ingerindo hormônios. Isso já diminuiu minhas crises de enxaqueca.
Sem falar que estou economizando muito, visto que o custo da pílula que tomava era, em média, R$ 30,00/mês e, provavelmente, vou economizar muito mais até eu decidir tirar o DIU (na verdade, espero tirá-lo quando entrar na Menopausa!). 

Aí estão minhas dicas.
Se ainda ficou alguma dúvida, pode perguntar a vontade, fico imensamente feliz em poder ajudar!

Ah, e se eu não falei no começo do post, o Dr. a que me refiro, que é meu ginecologista desde que me mudei para cidade onde resido atualmente, foi o obstetra que fez o parto de minha filha também. Ele é super gente boa e um excelente médico.
Já fazem quase 6 meses que coloquei o DIU e estou adorando...
Me arrependo de não ter escolhido ele anos atrás como método anticoncepcional.
Infelizmente acho que ainda existe muito tabu em relação à ele.
Espero que esse post ajude alguém, que ainda tem dúvidas, a decidir por esse excelente método anticoncepcional que é o DIU de cobre!

Bjks!